O abdominal é um músculo made 80% in the kitchen and only 20% in the gym! Por mais que treinemos se não tivermos uma alimentação equilibrada e cuidada os abdominais não aparecem. Quero desmitificar 3 ideias criadas  que não nos ajudam em nada a ter os nossos abdominais de sonho!

#Fazer muitos abdominais

O abdominal é um músculo que é usado em quase todos os exercícios de treino sem darmos conta mas que é essencial que esteja contraído durante esses exercícios para tirarmos o máximo proveito! Não é por fazerem 1000 crunches por dia que o vosso abdominal vai definir mais depressa. Posso já dizer que a altura que tive menos abdominais foi a que fazia mais abdominais. Irônico ou não?

Solução: Combinar um treino intervalado ou funcional com treinos de musculação. Exercícios: 30” mountain climbers; 30” burpees; 1′ prancha, 1′ de prancha lateral (repetir esta série 3 vezes) no final de cada treino

#Se treinar muito posso comer tudo 

No, you can’t! Para os abdominais aparecerem é preciso uma coisa: défice calórico! Queimar mais calorias do que se consome e com isto não digo que têm de ir para o ginásio todos os dias mas sim que têm de comer bem todos os dias, ou pelo menos, quase todos. Quando quero secar a barriga ajuda-me muito baixar ou cortar os hidratos de carbono na última refeição antes de me deitar e ir treinar na manhã seguinte.

Solução: Comer mais fibras (vegetais e frutas); Dizer não ao álcool e hidratos processados: bolos, bolachas, fritos; Beber 1,5L de água e privilegiar alimentos reais (carne, peixe, legumes…); evitar comer alimentos que causam inchaço (feijões, couve, melão…)

#Não é preciso ser consistente

Os resultados só aparecem com consistência – comer bem um dia, mal no outro, treinar num dia e depois ficar 5 dias sem treinar não resulta. Comer bem regularmente, treinar regularmente e fazer asneiras esporadicamente resulta. É preciso foco, motivação e força de vontade. É preciso gostar do nosso corpo e querer dar-lhe o melhor que conseguimos. Uma boa ajuda é utilizar um creme após o treino nas zonas mais problemáticas – o meu é o B.lift e é uma bisnaga verde grande até – vende-se em farmácias e parafarmácias.

Solução: Não há suplementos ou dietas milagrosas que o façam por vocês portanto saiam da vossa #confortzone e dediquem-se a vocês! O nosso corpo não muda a menos que nos mudemos! Dêem-lhe uma oportunidade 🙂